segunda-feira, 6 de maio de 2013

A Opinião "Furada" de Sócrates



O expoente máximo do político português encarna na figura de Sócrates. Perdeu o seu espaço e voltou envolto na sede dos media para sobreviver à sua morte política. Mas a inteligência que revelou em momentos passados e que o levaram a manter-se no poder não é tudo. Nem o era mesmo na época dos regimes absolutistas de Maquiavel.
Sobreviver à derrota e ao esquecimento pressupõe também um controlo da sua pessoa, de distanciamento e de manutenção da lucidez. Para se ser um político em toda a sua plenitude, há também que dominar os impulsos, quer sejam de vingança, desconfiança, entre outros.
Estando na linha da frente ou não de um partido ou organização política, Sócrates continua a fazer política na televisão à frente de quem o quer ver aos domingos, mas não o pode nunca fazer com a finalidade de lutar contra fantasmas pessoais. E isso salta aos olhos de todos. O resultado: a luta semanal de Sócrates é ultrapassada pelos comentários de Marcelo…