sexta-feira, 26 de abril de 2013

É tempo de pensar

Neste discurso inaugural do congresso, José Seguro parecia Rocky Balboa (Stallone). Tal como Balboa encobria a sua pobreza ou o seu embaraço com uma piada, por vezes má, Seguro encobriu a falta de ideias e/ou alternativas com um sorriso, quase sempre sem convicção.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

O Jogo Duplo




Eu estava convencido de que as coisas haviam mudado no nosso país. Provavelmente pelo recente “muro” constitucional, o governo teria colocado freios no seu destrambelhamento de medidas rumo ao desastre nacional...
Como prova desta mudança bastava olhar para Berta Cabral (recente escolha governativa para a secretária de Estado da Defesa) que em 2012 vociferava: “Eu tenho um passado. Eu não nasci ontem para a política. As pessoas conhecem a minha obra social feita até agora. As pessoas sabem a minha sensibilidade para as questões sociais. (…) Nunca virei a cara a esses problemas”. E mais: “Alguém me acha parecida com o Dr. Passos Coelho? Alguém acha que tenho um passado que leve as pessoas a pensarem que sou igual ao Dr. Passos Coelho?”.
Até a Dona Berta havia sucumbido às tentações deste "novo" governo! 
Eu cá não me resignei com tal mudança de approach e fiz as minhas próprias investigações. Afinal, tudo assim tão rápido e sem aviso prévio? Pois é meus amigos, cuidado: Ela acabou de cair de para-quedas na secretaria da Defesa! E que melhor sitio para guerrilhar este governo desde o seu interior? A sério, esta mulher fez e continuará a fazer jogo duplo… Não é verdade, Malato?



segunda-feira, 22 de abril de 2013

A Vergonha


A democracia, a liberdade, a reforma, a participação, a retoma, a cooperação, a integridade, a verdade, a vontade, o respeito, o humanismo, a competência, a falta de mediocridade, só virão depois de ganhar vergonha na cara... E aqui vai: GANHEM VERGONHA!!!

sábado, 6 de abril de 2013

Sem Seguro

Seguro: "Estou disponível para substituir este governo"  
Jornalista: "E como acha que se deve cobrir este buraco de mil milhões de euros?" 
Seguro: "Quem arranjou o problema que o resolva."

Não é Monthy Python é consideravelmente melhor... é António José Seguro