sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Trento na pastelaria

Entre um atendimento péssimo, uma torrada queimada e meia de leite fria penso em protestar, escrever 95 teses, pedir o livro de reclamações, fazer uma reforma, uma contra-reforma e chamar o santo ofício vulgo Asae. Depois, não me chamem de Lutero das Beiras.

Hoje acordei


Com um bigode assim

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

E porque o debate e a independência ainda são importantes...

No dia 5 de Outubro deste ano vai realizar-se o Congresso Democrático das Alternativas. Trata-se de uma iniciativa de cidadãos e cidadãs que se propõem debater as consequências económicas, sociais, políticas e culturais da adopção do Memorando de Entendimento e das políticas de austeridade. Pretende-se reunir todos os que sentem a necessidade e têm a vontade de construir em conjunto uma alternativa à política de empobrecimento consagrada no Memorando e de convergir na acção política para o verdadeiro resgate democrático de Portugal.
Eu subscrevi a Convocatória do Congresso. Se concordares com o texto, não deixes de o subscrever (podes fazê-lo em subscrever.congressoalternativas.org) e de participar neste evento de mobilização democrática, que visa resistir à iniquidade e lançar bases para um futuro justo e inclusivo que devolva às pessoas e ao País a dignidade que merecem.
Para mais informações sobre o Congresso e as diferentes formas possíveis de participação, consulta http://www.congressoalternativas.org.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Modo off

Diz que há alguém aqui do Blog que vai, finalmente, de férias este ano!

Quando regressar contem-me: da concessão da RTP; se o Pingo Doce é uma empresa com fins lucrativos que, como nós, não quer pagar taxas ou se virou IPSS; o que se passou na cabeça deste americano; se os ocupantes são alentejanos ...

Eu prometo informar-me sobre: as novidades das celebridades em pleno Allgarve, porque é que, afinal, a senhora se suicidou, se os bifes estão incomodados com a nudez de sua alteza, se estas cabras gostam de água mais quente....

Vejo-vos em Setembro e, para os que ficam, Bom Fim-De-Semana!

As nossas leis da simplicidade


Muito rapidamente gostava de mostrar o meu descontentamento com o discurso político pobre e simplista que os nossos governantes nos têm “injectado” diariamente em tempos de cada vez maior dificuldade e incerteza. O lote imenso de frases vagas e sem nexo sobre vários assuntos, como por exemplo a economia (boas notícias sobre a recuperação mas sem qualquer substanciação) e ainda de declarações inócuas sobre o futuro, tão vagas que se pode perguntar o quê é que estas pessoas têm estado a fazer durante os últimos anos, deixa-me com uma sensação de incerteza pelo nosso futuro e de irritação pelo insulto à nossa inteligência.

É bem verdade que as razões para isto são muitas mas o que mais me incomoda é que esta simplificação não é mais do que uma forma deficiente de pensar e que provem da intolerância e mais ainda do desconhecimento em relação à verdade daquilo que nos rodeia e até mesmo da pressa em entender e reagir àquilo que lhes é apresentado como uma ameaça aos seus interesses ou mesmo como algo de extrema complexidade e que pura e simplesmente não têm capacidade para controlar. 

Logo, acredito que o discurso político de quem nos governa acaba por estar inteiramente espelhado na falta de criatividade política, até porque não existe uma vontade e capacidade inovadora nas ideias, assim como uma necessidade de resolução ou ruptura dos governantes em relação às dificuldades que temos vindo a sentir dia após dia… Mesmo que vivêssemos sem contrariedades, nenhum governante será para sempre eternizado apenas por fazer cumprir as suas obrigações constitucionais, tem de ir mais além! E o primeiro passo pode passar precisamente pela alteração de um discurso banal e retardador dos problemas para algo mais pró-activo, honesto e que privilegie um pensamento elaborado.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Ao espelho

Esta tarde, num conhecido espaço comercial, alguém pergunta: - "Afinal quem é o Miguel Fernandes?" Após uma ligeira pausa, para reflexão, respondi: - "Uma alma pura, que luta contra as injustiças sociais, por encontrar uma livraria decente e um quiosque com títulos de referência". Por norma sou mau em auto-hetero-avaliações, mas desta até acho que correu bem.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Depois da bonança...a poupança!

Mudanças no Pingo Doce entram em vigor a 1 de setembro.


Foi hoje noticiado pelo Público que os supermercados Pingo Doce do grupo Jerónimo Martins vão deixar de aceitar pagamentos com cartões multibanco para compras inferiores a EUR 20,00.

Não pude deixar de ficar indignada com esta notícia. Sou cliente deste hipermercado e faço compras semanais de produtos perecíveis como frutas, legumes e outros. Ora, muitas das vezes não passo o limite dos 20 euros... O senhor Alexandre Morais dos Santos vai agora obrigar-me ao inconveniente de levantar dinheiro cada vez que for ao seu hipermercado? Ou terei eu de, humildemente, dizer à senhora da caixa para me deixar as royal gala de lado porque só tenho 15 euros na carteira?!

Não há almoços grátis, já se sabe. Com tantas promoções de 50% chegou agora a altura do retorno.

Carissímos, sabem o que vos digo? Ponham os olhos neste senhor....assim se chega  ao mais rico de Portugal..

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

CPRI proud


Hoje deparei-me com este anúncio e dentro de mim cresceu um enorme orgulho. Afinal escolhemos bem a licenciatura, parece que, a nós, até pagam melhor do que a alguns arquitectos (500€) e ainda nos dão de comer.

A science4you, empresa que desenvolve, produz e comercializa brinquedos científicos, encontra-se neste momento a recrutar colaborador para desenvolvimento de um projecto relacionado com a União Europeia.

Critérios Necessários:
Licenciatura em Ciência Política, História, Relações internacionais ou equivalente
Disponibilidade total e imediata
Dinâmico/a

Condições:
650€ + alimentação
Estágio de 1 mês com possibilidade de continuação, ingressando em estágio profissional

Cultura bloguista

Nesta onda de blogues e opiniões, se uns se dizem o Cachimbo de Magritte, então nós somos a verdadeira "Fonte" ou simplesmente "Urinol" de Duchamp! E sim... estamos orgulhosos disso!


Mas muita atenção para os mais distraídos, não estamos a falar de Deschamps (segundo consta, esse até fazia xixi sentado...)


domingo, 19 de agosto de 2012

Why Fry Matters



Fry tem razão. Quando andamos na universidade com políticos percebemos o quão estúpidos estes podem ser.

sábado, 18 de agosto de 2012

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Silly Season...

A minha silly season está quase, quase a começar e ainda não ouvi nada sobre agências de rating e as suas avaliações da capacidade de um Estado débil em pagar as suas dívidas nos prazos acordados... I miss you...

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

The Talk Of...


Na sua generalidade, os meus amigos, tudo gente com mais de um metro e oitenta, sofrem de uma espécie de complexo de Napoleão. Uns sonham conquistar o Nobel, outros um Pulitzer, dois ou três almejam um Óscar, outro já reservou espaço para um Grammy, um último, que não concluiu os estudos, sonha com a Bola de Ouro ou, em alternativa, uma noite na companhia da Irina Shayk, o que acontecer primeiro. Eu sou um tipo moderado, apenas espero pacientemente pela minha dose mensal da "The New Yorker". Imaginem como fiquei feliz quando hoje a L. as entregou à hora certa no local do costume. 

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Capital Europeia...



Muito pó-ético!

Rescaldo Olímpico

Infelizmente, após o maior certame internacional de desporto, não há muitas coisas que poderei dizer a não ser que em terras de marinheiro... anda de canoa! Se antes os jogos saudavam os antigos deuses gregos, hoje (pelo menos em Portugal...) saudamos a escassez de talento para medalhas e as eternas conversas de falta de apoio e cultura desportiva. Mas se há coisa para o qual tivemos sempre jeito é para profecias e magia (remember Santana Lopes?) e o que é verdade é que Carlos do Carmo já vislumbrava o nosso sucesso aquático...

domingo, 12 de agosto de 2012

1986


Em 1986, enquanto lutavam pelo direito à diversão, os Beastie Boys lançaram um dos mais notáveis álbuns da história do Hip-Hop. Licensed to III, impregnado de rimas delirantes, continua, em 2012, a soar a fresco como no primeiro dia. 

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

PUB...

Os grandes morrem de pé

Esta semana o incontornável Olho de Gato lembrou Gore Vidal. Gore polemizou como poucos, umas vezes com razão outras sem. Não sendo o meu favorito - o troféu é dos manos Hitchens- é impossível contornar a elegância estilística e profundidade intelectual dos seus ensaios ("United States 1952-1992"), dos seus artigos e das suas memórias ("Navegação Ponto Por Ponto"). Mas como surge um Gore Vidal? Acima de tudo é necessário dispor de adversários de reconhecido mérito intelectual, depois perder horas a fio entre leitura, escrita e reflexão, claro uma mãe decidida como Yvonne Jean (no caso dos ingleses) ajuda: - "if there is going to be an upper class in this country, then Christopher is going to be in it.". A elite nacional percebeu? 

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Mercado de Verão

Em plena época de defeso, este espaço foi ao mercado. Os 3 grandes que nos desculpem, mas com tanto talento europeu alheámo-nos do mercado Sul Americano. Nem Lucho, nem Aimar, a SM é o verdadeiro 10. Os senhores do S. Jorge perdoem-lhe a delicadeza, mas a menina ainda não domina os conceitos de suborno ou coacção

Em papel



A literatura continua a ser a melhor companhia para dormidores ligeiros. Directamente da Sardenha, em papel, sempre em papel, chega-me Salvatore Satta que no seu estilo satírico e fluido retrata a vida na pequena cidade de Nuoro, no pré-guerra, partilhas de terras, a ambição mal disfarçada, pequenos ditadores, defeitos comuns e virtudes pessoais. Aproveite as férias para reler Satta.  

domingo, 5 de agosto de 2012

Portugal doente

A propósito desta notícia, que me deu alguns (muitos!) momentos de nojo e raiva, embora seja tão curta, devo dizer que, enquanto mãe e com casa própria no Jardim Constantino, se tivesse visto esta situação, tão pouco deixava aquela mãe 30 minutos aos gritos sozinha como, tão pouco, deixava aquele asco apenas com uns hematomas. Nem consigo imaginar o sofrimento daquela criança, e, todos os dias, daquela mãe por ter sido incapaz de proteger o seu filho nem ter tido força suficiente para conseguir chamar ajuda durante aqueles eternos 30 minutos.

A incompetência democrática e a mancha de azeite

"O culto da incompetência é como uma nódoa de azeite; propaga-se por contágio, sendo bastante natural que, sendo endémico, seja também epidémico, e que, encontrando-se no centro e núcleo do Estado, isto é, na constituição deste, se transmita e se alastre nos hábitos e costumes do país." in "O Culto da Incompetência" - Émile Faguet, Padrões Culturais

Esta constatação data de finais do século XIX e esse simples facto leva-me a pensar o quanto estarei impregnado desta incompetência desde o dia em que nasci... Ou melhor, quantas manchas de azeite já terei eu na minha camisa?! Inquieta-me ter a roupa suja e creio que molhar a nódoa e aplicar duas a três gotas de detergente não será suficiente para me "limpar" deste sistema em que, quer queiramos quer não, continua a ser um reflexo de quem os elegeu e legitimou durante anos a fio à nossa imagem e semelhança...

Nos idos de agosto...





Há uns (poucos) anos atrás havia um lado positivo de se trabalhar em Lisboa durante o mês de agosto: Lisboa estava deserta.
Era este o mês em que se podia fazer umas compritas sem apanhar filas de maior, apanhar um transporte público e ter vários lugares sentados à escolha, passear pelas ruas sem atropelos e encontrões... Pois bem, esse tempo acabou!
Nos transportes não se nota grande diferença; é ver filas na 25 de Abril do pessoal que trocou a quinzena no Algarve por umas idas à Caparica; na Praia da Califórnia em Sesimbra não se consegue estender um pé sem tocar na cabeça do próximo! Reflexos da crise, vaticino eu.
Mas nem tudo é mau. O pequeno comércio agradece e a cultura, ao que parece, também.. Liguei hoje para o Cinema São Jorge para fazer a reserva de uns bilhetes para a peça de teatro que lá está atualmente e qual não foi o meu espanto quando soube que a lotação estava esgotada...

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

O segredo dos Post it

Reza a História (e a wikipédia) que o post-it foi originalmente criado no ano de 1977 pelo norte-americano Art Fry. Fry cantava no coral da igreja e sempre que abria o livro de hinos, deixava cair o marcador. Cansado disso, Fry decidiu aplicar o adesivo de fácil remoção que seu colega Spencer Silver tinha criado em 1968 na parte de trás do marcador.

Ora, em tempos idos de estudante e, principalmente, nos tempos que se avizinham de estudante, sempre estive rodeada de gente que colava post-its nos seus livros e apontamentos. Ora, ontem dei por mim a constatar que continuo sem perceber para que é que aquilo serve pois, nos livros que tenho umas etiquetas coladas elas apenas marcam a mudança de capítulo. Bom, para isso, existe um índice...

Terei de tirar uma licenciatura em como usar post-its? Ou aquilo não tem realmente uso nenhum é só para dar um ar fingido que realmente andamos a estudar?